Ervas Aromáticas

Ervas Aromáticas

Uma boa comida tem temperos especiais.

Cada erva aromática tem a sua característica, para melhor combinar o sabor dos seus pratos.

Oregãos:  Bastante conhecido nas pizzas e massas, tem um perfume muito agradável e suave e pode ser utilizado nas saladas, molhos, carnes, cremes ou em pão.

Salsa:  Tem uma excelente combinação na culinária, como molhos e massas. Ótima para decorações de saladas, como maioneses e pratos mais sofisticados.

Salvia: : Com folhas grandes é ideal que sejam utilizadas inteiras. Utilizada nos temperos de carne de porco e frango. Fica excelente quando acompanhada de pratos que contenham alho, como sopas e cremes.

Cebolinha: cortada bem fininha é indispensável para o preparo de omeletes, sopas, purés e cremes. sua horta, usar sempre fresa, caso contrário o sabor muda e pode ficar amargo. Ótima para utilizar na decoração de muitos pratos.

Endro: Utilizar sempre fresca, é uma erva com folhas pequenas e delicadas. Combina na perfeição são molhos, peixes e conservas.

Alecrim: Um cheiro e surpreendente. Por ter sabor forte é necessário picar as folhas bem miúdas para que exagerar no sabor. Hambúrguer, frango, batata assada e carne de porco são ótimas combinações com. Antepastos e torradas com azeite também combinam.

Coentros:  Se carregar um pouco mais na pimenta, adicione coentros e o resultado será excelente. Combina com; peixes, frutos do mar, sopas e caldos. Na hora de comprar, prefira as folhas verdes.

Manjericão: a combinação perfeita com o tomate. Seja generoso na hora de preparar o molho para as massas. Fica ótimo quando adicionado em omeletes, sopas e carnes. Lembre-se de adicionar sempre no último minuto; caso a erva entre em cozimento, o sabor modifica e o resultado não fica tão bom quanto o esperado.

Menta: Perfeita na mistura com alguns sabores doces exóticos, como saladas de frutas e molhos de iogurtes.

Manjerona: A sua melhor utilização é com folhas frescas, mas também pode ser usada seca. O sabor não diferencia tanto e o resultado é satisfatório nas duas opções. Um prato grelhado fica ótimo com o tempero da manjerona. Pique todas as folhas e adicione um fio de azeite. Depois, é só envolver no seu peixe ou carne.

Tomilho: Geralmente utilizado seco. Pode ser incluído em diversos pratos, como molhos para carnes a base de vinhos e manteiga, em peixes e frutos do mar, como um belo salmão, também pode ser um substituto do alecrim em algumas ocasiões, como batatas assadas.

Estragão: Perfeito para molhos, frangos, ovos ou até mesmo saladas. A melhor se utilizar fresco. O gosto do estragão lembra alcaçuz ou anis, um pouco adocicado e levemente picante.

As ervas aromáticas estão presentes em praticamente toda a culinária.

O importante é saber utilizar da corretamente, para que não altere muito o sabor das comidas e realçar o gosto de cada prato.